Resenhando: Quando a bela domou a fera, de Eloise James

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Oiiie queridões, como vão?

Quem aqui ama remakes de contos de fada? Acho que já deixei claro (em váriooos posts) que eu adoro! E assim que eu vi o lançamento de Quando a Bela domou a Fera eu pensei: necessito ler. #eeuli

E o primeiro check na minha lista da Maratona do Inverno foi concretizado #comsucesso (não sabe qual é a minha lista? Vem conferir no meu insta). E como eu sou daquelas que flopam direto, estou mega feliz! #vemnimimlivros

Linnet é filha de um visconde. E como toda moça da época, é importante que ela preze por manter sua imagem intacta. Bom, mas e quando um príncipe decide flertar com você? O que faz? Ela aproveita, é claro. Porque devemos aproveitar de tudo nessa vida! #nãoé? Só que tudo desanda  quando ele termina com ela e um certo vestido surge em seu caminho 

(nota da blogueira: acho que não podemos considerar um spoiler de verdade se acontece nas primeiras páginas, certo? Mas quem nunca odiou aquela roupa que te dava uns quilinhos a mais que jogue a primeira pedra!)

Para tentar salvar a sua imagem, Linnet se vê tendo que visitar Gales para conhecer um médico (e duque) famoso por ser a Fera. Piers é um jovem de 35 anos que sofreu acidente ainda criança que o deixou marcado para sempre: com problemas na perna, esterilidade e com a incapacidade de amar #serámesmo?

Mas será que estes dois são tão incompatíveis quanto acham que são?

O desenvolvimento de Eloise é surpreendente. Quando achamos que tudo será como mais um daqueles romances de época que conhecemos, ela vem e boom! Acaba com tudo em questões de parágrafos! 

Um exercício bem interessante é olhar para a capa e título de um livro e tentar adivinhar como é o desenvolvimento da historia. Esse foi um daqueles que fiz isso. Achei que a Fera seria mais um homem arrogante, que seria corrigido pela mocinha e blá blá blá. Contudo me deparei com um homem muito mais complexo. 

Apesar da fachada arrogante e cruel (as vezes), vemos um homem que se doa (corpo e alma) a salvar vidas. Ainda mais quando salvar a sua é quase uma tarefa impossível. É um homem que, como qualquer ser humano, já sofreu demais e não lida bem com seus fantasmas. Claro que me incomodou - em alguns momentos - a maneira como ele falava com os funcionários e pacientes. E não sei até que ponto justifica, mas também vi o homem que cuidava de todos. Que não desistia (apesar de fingir) tão facilmente deles. #complexoeusei


Linnet, por sua vez, já é uma moça diferente das outras a começar por sua mãe que era dançarina. E adultera. Ela é cercada, desde muito jovem, pela desconfiança de que um dia se torne tão parecida com a mãe. A todo momento, porém, ela quer somente a Linnet. A moça inteligente de frases rápidas e humor sarcástico, tão atípico por ali. E Piers lhe permite isso, sem que ela se sinta mal. 

(nota da blogueira: moças, hoje não temos mais a pressão que nossa personagem sofria. Não tenha medo! Se liberte das amarras da sociedade. #desabafei)

Quando a Bela domou a Fera é um romance gostoso de ler que vai te mostrar a história do amor e perdão. O perdão que é capaz de fazer verdadeiras mudanças em nossas vidas. #naoguardemosrancor 

Vai falar de amor que perpassa anos, vícios e desavenças. Sobre conquistar nossos sonhos: não importa se tenho que vencer uma doença ou pobreza. Tudo vale - e deve - ser feito!

E vocês, já leram? Gostaram?

 Quando a Bela domou a Fera

Autora: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Páginas: 320 páginas

Comprar: Saraiva | Amazon | Americanas | Submarino





Beijos!


Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Check-list: livros com menos de 200 páginas!

quarta-feira, 19 de julho de 2017


Oiie queridões, como vão?

Eu só queria dizer que fico muito - muito mesmo - feliz com os depoimentos de vocês. Comecei o blog toda sem jeito e receber mensagens de vocês, dizendo que gostam do meu trabalho e admiram, é hiper gratificante. #obrigadaa

Hoje é mais um daqueles posts bem especiais. O motivo? Por ser um pedido de uma seguidora :) Ela me mandou uma mensagem me pedindo uma lista de livros (dos mais diversos gêneros) com até 200 paginas. Confesso que foi dificil selecionar!

Mas vamos lá! 

Suspense
A outra face (Sidney Sheldon): é um suspense que gira em torno do Dr. Stevens. Depois que duas pessoas próximas a eles foram assassinadas, ele sê envolvido em uma investigação que promete ser perigosa!! Mas... será que ele é mais uma vítima? Ou seria ele o assassino?

Demorei a engatar, mas depois é viciante!!


Conor está passando por um momento bem doloroso. Com a mãe doente, sofrente bullying na escola, Conor se sente mais só do que nunca. 

Tudo promete mudar quando ele recebe a visita de um monstro - sempre a meia noite e sete - que lhe promete contar três histórias em troca da verdade de Conor. 

Eu chorei horrores no livro. Lindo demais! (não se é suspense, mas não sabia como enquadrá-lo hahaha)

Antologia de contos/crônicas: 

Noites de Verão (Luisa Aranha)

Uma coletânea repleta de textos cotidianos escritos de uma maneira para lá de descontraída!

Chiclete para guardar pra depois (Andreia Evaristo)

Um livrinho para lá de fofoo! Repleto de textos que vão te fazer rir e se identificar!

 Isso também é preconceito 

Preconceito é sempre um tema importante a ser discutido! E este foi o primeiro projeto que vi totalmente voltado ao tema. Tem contos de autoras mais experientes, mas também inexperientes (como eu). #seleremmedigamoqueacharam

Romance
Casei, e agora? (Tatiana Amaral)

Uma história divertida que li ano passado. Uma cena que nunca me esqueço é a dela em TPM #mulheresqueodeiameva 

Os chick lit da Vanessa Bosso são sempre divertidos!

Adoro a autora!

A vadia (Gislaine Oliveira)

De maneira divertida, Gislaine vai nos contar a história delas, aquelas que odiamos (costumamos, pelo menos): as vadias. Mas, pera! Será que são vadias mesmo? #ficaoquestionamento

Vale super a pena a leitura

Policial
- Indico os do Sherlock Holmes (sou suspeita, eu sei ) 
- Agatha Christie

Eu amo policiais e estes dois detetives sem dúvidas eu amo!

* Se passarem de 200 é pouca coisa!

Ficção cientifica
- Mundos paralelos (antologia Mundo Estranho) - vendido em bancas

 É uma coletânea de contos também, mas de um tema peculiar: ficção científicas. A peculiaridade: é que nenhum dos autores está acostumado ao tema. E olha, me surpreenderam!


Bom, tentei variar de físicos a ebooks! Espero que gostem das dicas! 🙂

Marcador @fadascrapfesta .
Funko @funkoinbox
.

E aí? Já leram algum desses?

Beijos!


Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Resenhando: o livro A distância que nos separa, da autora Kasie West

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ressaca literária: concluída com êxito. 

Oiie queridos e queridas, como vão?

Eu estava lendo recentemente uma obra que resenharei na revista (falei dela neste post) e uma frase me marcou, curiosamente. O personagem dizia que ele gostava de curtir a ressaca literária porque era a forma que ele, leitor, tinha de mostrar ao escritor que sua obra foi importante. Tirar um tempinho para digerir todas as emoções que aquela obra despertou...

E quando eu terminei de ler Casada até quarta eu decidi dar esse tempinho. Normalmente eu não costumo emendar leituras mesmo, mas o livro que trago hoje para vocês não consegui evitar de ler. Então pela primeira vez em muito tempo, eu li dois livros em uma noite. 



O livro estava na minha estante a um bom tempo, mas por eu não ter conseguido terminar a leitura do livro Namorado de Aluguel (da mesma autora) eu não estava nem um pouco tentada a lê-lo. Mas como ele foi o pedido da minha mãe (que estava curiosa para saber mais dele) e dos seguidores do insta, preparei o edredom #frionoRJ e comecei a leitura. 

Caymem Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. Ela sempre morou no pequeno apartamento em cima da loja de bonecas de porcelana da mãe. 

"Esse é realmente o tema da nossa vida. Bonecas. Nós as vendemos. Vivemos na casa delas.... ou de um tamanho equivalente"


Quando Xander Spence entra na sua loja, ela imagina que ele é só mais um daqueles filhinhos de papai que se acham superiores a tudo e a todos. #falaserio  Mas quando ele a trata de maneira fofa (depois de passada a primeira impressão) e parece entendê-la como ninguém, seria ele alguém diferente do que sua mãe sempre tentou mostrá-la? Poderia ela conseguir se envolver com alguém de uma classe tão diferente da dela?

Mason, vocalista da banda do namorado de sua melhor amiga Skye, tem muito mais a ver com ela, certo? Porém ninguém manda no coração e é Xander que não da sua cabeça. Tudo fica ainda mais confuso quando ela começa a desconfiar que sua mãe esconde algo. 

Além de um cansaço que era raro nela, a loja estaria passando por problemas? E elas que já tinham bem pouco, conseguiriam sobreviver a mais essa tormenta?

Xander e Caymen te consquistam na primeira página #pelomenoscomigo 

Caymen tem um jeitinho sarcástico de lidar com a vida que é bem peculiar. Ela se acostumou a comprar as roupas do Exército da salvação, de ter que comer as mais estranhas coisas quando com fome, de sempre operar no vermelho... E lidar com Xander tentando entrar em sua vida é estranho. 

Mas é tão fofo! Muffins, chocolates quentes, dias da profissão... Apesar de viverem em mundos diferentes, eles sentem a mesma sensação de insegurança com o futuro. Ela de querer seguir uma carreira diferente da loja das bonecas, mas sentir que deve ajudar a mãe (nota da blogueira: eu me identifiquei muito com ela nesta parte. Ajudo minha mãe com sua loja e sei como é depender do negócio para o sustento da família. Te dá a sensação de que se você sonhar com qualquer coisa além disso você está traindo a família). 

Já ele não quer ser o que o pai sonhou para ele. Quer poder fazer suas próprias escolhas. E apesar de ser muito rico, é aquele cara bondoso. Que compartilha de seus benefícios com os amigos. E pouco importa para a classe social deles. 

Você vai adorar o jeito diferente de Skye e querê-la como amiga. Se uma pessoa vem te socorrer em qualquer lugar e horário, não tenha dúvidas de que vale a pena manter a amizade. Se ela te entende e te faz se sentir especial. E até o Henry, namorado dela, é um amor.

O livro é narrado pela Caymen e eu gostei tanto de Xander que queria pelo menos um conto na visão dele hahah Seria interessante saber o que se passa sem sua cabeça atormentada pelo futuro. (nota da blogueira: ainda não entendo porque somos forçados a ter tanta certeza do que queremos pelo restante da vida aos dezessete/dezoito anos)

O livro fala sobre família, amizade e como o dinheiro pode interferir tanto nas relações humanas #infelizmente Fala também sobre confiança. É um clichê? Sim, de alguma forma. Mas a leitura é bem envolvente, divertida e cheia de reviravoltas o que torna a leitura interessante. Acho apenas que a autora podia ter se estendido um pouco mais e explorado melhor cada uma dessas reviravoltas :)

Ah, se está naquela ressaquinha, nada melhor que romance, né?

Beijos!

A distância que nos separa

Autora: Kasie West
Editora: Verus

Comprar: Saraiva | Amazon | Livraria da Travessa

* comprando pelos links você estará ajudando o blog :)
Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Resenhando: livro Casada até quarta

domingo, 9 de julho de 2017


Heeey, queridos e queridas, como vão?

Em Julho o blog completa 1 ano! #nemacredito E o mês reserva muitas surpresas! Uma delas é que o blog terá agora uma revista digital mensal. E eu estou mega ansiosa para contar e mostrar tudinho para vocês. Posso adiantar que terá uma coluna bem bacana sobre ícones do mundo cinematográfico e literário, textos autorais e tags literárias! #aguardem

Mas vamos falar de livros! Depois da leitura de O garoto dos olhos azuis eu entrei numa ressaca literária bem braba. #quemnunca? E eu pedi a ajudinha dos meus seguidores no insta para me ajudarem a encontrar um livro que conseguisse me tirar de dela e encontrei!

O livro escolhido foi o livro Casada até quarta que eu tinha um pézinhos atrás com ele #admito Fui surpreendida com um romance bem gostosinho, fica aí a dica se estiver precisando!

"O contrato de casamento deles previa tudo... menos se apaixonar. O primeiro livro da série Noivas da Semana. Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu. Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele. Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim."


Ao ler a sinopse eu ainda não estava 100% decidida à lê-lo. Estava meio receosa de Sam Elliot não ter um bom motivo para aceitar se casar com o duque Blake Harrison. Até ler. Samantha já teve de tudo: uma família e uma vida de luxos. Tudo foi por água a baixo quando seu pai foi preso por corrupção, sua mãe se suicidou e a irmã - que tentou fazer o mesmo - teve um AVC. 

Sustentar o tratamento da irmã sai mais caro do que ela é capaz de conseguir com sua empresa. Mas ela não é uma mulher de desistir. Blake e ela sentem uma química inegável logo de cara e quando ele propõe pagar o tratamento da sua irmã, ela fica balançada a aceitar. O que eles não sabiam é que teriam muito mais tormentas para enfrentar. 

Samantha me conquistou. Ela é uma personagem forte, que faz de tudo pela sua irmã, mesmo que isso signifique abdicar um pouco de sua vida. Ela luta pelo que quer, difícil é quando ela encontra alguém igualmente teimoso como Blake. 

Blake cresceu como um duque. Rodeado de muito luxo e tenta dar tudo do bom e do melhor para sua esposa. Mesmo que só dure um ano #talvez  Isso quer dizer que ela terá roupas de marca e se ver livre de trabalhos domésticos? Sim. Mas todos os empregados são tratados muito bem, o que eu gostei. Como pessoas da família, como o são. 

Ela acaba tendo que se afastar um tempinho dos negócios de sua empresa, mas pelo que li nos outros livros, ela continua a todo vapor nos negócios. O que é importante. Nós, mulheres, não devemos nos privar da vida profissional por nada nem ninguém! #vamosserindenpendents

O livro é bem leve e rapidinho terminamos. Ele é narrado em terceira pessoa, o que nos mostra um pouquinho do sentimento de ambos. O que deixa a experiência da leitura bem interessante. Foi uma boa escolha para eu sair da minha ressaca, sem dúvidas. 

Ele abordará temas como a perda de privacidade quando se é famoso, depressão, relações à base de confiança. 

E vocês, já leram? Gostaram? Pretendem ler?

Beijos!


Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Resenhado: livro O garoto dos olhos azuis, Raiza Varella

quarta-feira, 5 de julho de 2017


" Era uma vez uma linda princesa que estava prestes a realizar seu maior sonho..."

Oiie queridos e queridas, como vão?

Eu adoro um bom conto de fadas. Nessa triste realidade em que vivemos não custa nada sonhar que um dia poderíamos ter o nosso felizes para sempre, né? #naocustasonhar Claro que eu acho que os nossos felizes para sempre não precisam estar ligados à ninguém e sim às nossas realizações pessoais. Maaas, se elas tiverem se resumindo à um bom trabalho, um relacionamento dos sonhos, porque não?

Porque estou falando disso? Porque a série Encantadas da Raiza Varella vai trazer um pouco disso. 


Bárbara é linda, loira e bem sucedida. Estava prestes a realizar seu grande sonho: se casar, mas ela acaba sendo abandonada. O noivo a traiu com sua melhor amiga. #quefiquemoslonge #dessasfalsas 




E em meio à essa tristeza toda, nada melhor que colo de família, né? E ela foge - uma tendência sua - para a casa de seus pais e avó no interior de SC. Que ironia do destino, trazê-la ao lugar de qual ela fugiu um dia. Tudo porque aqueles olhos azuis não conseguem sair de sua cabeça. 

Ela acaba fazendo sua mãe surtar um pouco com a sua fase "irritadiça" da deprê, ela se vê tendo que se mudar para o apartamento que seus dois irmãos dividem com mais dois. Todos homens. E é com a ajuda de Vivian que ela vai conseguir se vê finalmente saindo desse buraco que seu ex a deixou. 

Um dos pontos que mais gostei do livro é essa pegada de contos de fadas por detrás. A história é contemporânea, cheia de romance e superação, mas tem um "quê" de magia. É bem gostoso de acompanhar a superação de Bárbara frente aos acontecimentos pelos quais passou. 

Os rapazes são uns amores e você acaba se apaixonando por eles (nota da blogueira: ainda bem que tem mais dois volumes!).  Divertidos, inteligentes, carinhosos... Capazes de enfrentar as mais perigosas situações por você #sonhemos 

A escrita da Raiza é bem fluida e divertida. E cheia de reviravoltas!! Gente, de tirar o fôlego. A diagramação do livro está linda demais também, cheio daquelas frases que amamos salvar. Os capítulos são todos pelo ponto de vista da Bárbara. 

Só tem uma coisinha que me incomodou no livro: porque são todos perfeitos, gente? Todos são loiros e bonitos (salvos um ou outro morenos). Acho que poderia ter tido uma variação maior nos esteriótipos dos personagens. Mas vamos ver como será nos próximos livros. 

Mas quero dizer que amei a leitura e já estou o segundo volume pronto para ler! Se você ama romance, com pitadas de humor e príncipes, esse livro é para você!

O garoto dos olhos azuis

Onde comprar: Amazon | Saraiva









E vocês? Já leram? Gostaram ou não?

Beijos!



Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Quais as vantagens de um Kindle

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Oiie  queridos e queridas!! 

Uma seguidora no insta me pediu para falar um pouquinho sobre se é vantajoso (ou não) ter um Kindle. Nada mais justo que compartilhar com vocês também, né?

Eu sempre fui fã assumida dos livros físicos. Nada se comparava ao folhear, sentir o cheirinho... Então quando ganhei o Kindle no natal do ano passado eu estava ansiosa e receosa ao mesmo tempo.#quemnunca Aquela pontinha de medo de eu não me acostumar, de não ser bom como eu havia lido...


Fiz muitas pesquisas antes de comprar, comparei com o leitor da Saraiva. Sei que nada sem compara às nossas próprias experiências, mas deixa eu contar um pouquinho do que tenho sentido, quem sabe te ajuda. 




O meu modelo é o Paperwhite que possui iluminação embutida, o que é bom para ler à noite. Além de ajuste de fontes e tamanho da letra, o Kindle ainda permite destaque. E você deve se perguntar: Lê, mas como vou encontrar o trecho que marquei? Simples: o Kindle automaticamente cria o seu Caderno de recortes, que te permite encontrar todos os seus destaques (marcando livro, data e página).

Além disso ele marca onde você parou, então não precisa se preocupar em gravar onde parou. Não importa se depois leu no PC ou celular, o seu Kindle vai recuperar a última página lida.

Apesar da relutância, eu leio ainda mais rápido por ele. Como as "páginas são pequenas", você vai passando, passando e quando vê: ACABOU! #quemmais? Acho bacana ele dizer quanto tempo falta de leitura e a porcentagem que você já leu.#paraascuriosas

E se você tiver pensando em como comprar livros para ele, a Amazon foi a que encontrei mais variedades a um custo bem razoável. Além do Kindle Unlimited, os ebooks costumam ter promoções com frequência.




Minha única ressalva é que poderia ter cores as capas, né? hahah Mas nada na vida é perfeito! Uso muito o Kindle para ler na rua, a coluna agradece o alívio 





Sim, nada se compara ao livro físico. De verdade. Por isso sempre acabo comprando as duas versões. Mas na praticidade do dia a dia, super vale andar com um aparelho que cabe milhões de livros (pesando menos de um). 

Mais informações dele no site da Amazon
        
Qual a opinião de vocês sobre o tema?

Beijos

Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.





Resenhando: mangá Sherlock, o banqueiro cego

domingo, 2 de julho de 2017


Oiie queridos e queridas, tudo bem??

Se você já me visitou alguma vez deve saber que sou uma fã de Sherlock Holmes. Se esta é sua primeira vez - seja bem vindo - e já fique sabendo que sempre que der eu vou estar incluindo este livro nas dicas.

Conheci Sherlock Holmes de maneira inusitada. Tinha meus doze anos e fui em uma feira de livros em Belém (a "Bienal" paraense) e encontrei algumas edições desse detetive por cinco reais. Comprei, claro. #cincoreaisgente E em uma noite sem energia, a luz de velas, me infiltrei nesse universo. 

Fui lendo meio fora de ordem mesmo (nota da blogueira: muitos anos depois é que descobri a sequência). E ano passado descobri a série Sherlock (já resenhei aqui) e qual não foi minha surpresa ao ver que adaptaram a série em livros e mais recentemente, em mangás.

E é a resenha do mais novo lançamento em mangá que trago hoje!




Sherlock Holmes e Dr John Watson estão começando a se adaptar a nova rotina de morar juntos. Watson ainda fica chocado com algumas atitudes de Sherlock, mas tudo está indo bem. Inclusive, nosso doutor arranja um emprego! 

Tudo caminha até que suicídios (ou assassinatos?) estranhos acontecem. E o mais intrigante são os símbolos que ligam estes acontecimentos. E Holmes é convocado para descobrir o que são tais fatos. 

Não tenho muita experiência com mangás, então me confundo de vez em quando com a ordem dos quadrinhos #desculpaai Mas isso não me impede de me divertir com a leitura. Incrível como consigo sentir todo o fervor que o Sherlock de Benedict (nota da blogueira: meu crush eterno) nas páginas de um mangá.

As ilustrações são muito bem feitas (parece demais com os atores da série) e conseguem captar toda o dinamismo que a mente desse detetive exige. Então só tenho a dizer que já quero mais! #vemterceirovolume

Sherlock - o banqueiro cego

Comprar: Amazon | Saraiva |     Fnac

Páginas:  230 páginas







E vocês? Gostam de mangás? Sherlock??

Beijos!


Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.
 
© Lê e Ler!, VERSION: 01 - BOOKS - outubro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda,
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo