Lê & filmes: crítica de Logan e curiosidades

13:00:00

Hey cinéfilos, como vão?


Trago hoje para vocês minha crítica sobre o filme Logan, último sobre o personagem Wolverine. 

Sobre o filme

Em 2029, os mutantes estão em declínio e as pessoas não sabem o motivo. Uma organização está transformando as crianças mutantes em assassinas e Wolverine, a pedido do Professor Xavier, precisa proteger a jovem e poderosa Laura Kinney, conhecida como X-23. Enquanto isso, o vilão Nathaniel Essex amplia seu projeto de destruição.




Minhas impressões

O fato de o corpo se regenerar não quer dizer que sua mente o seja, não é? E isso é o que mais vemos em Logan. Depois de tantas lutas, mortes e perdas, vemos um homem cansado e sofrendo. Como se as marcas dos tempos ficassem ainda mais fortes agora que ele se vê obrigado a trabalhar como motorista e a cuidar de Professor Xavier, que está doente. 

Logan já não quer mais viver. Ele está perdendo a capacidade de regeneração, além de estar doente. E pouco faz para melhorar. É nesta perspectiva que surge Laura. Uma nova mutante (já fazia 25 anos que nenhum mutante surgia) que precisa de sua ajuda para se unir a outros como ela e fugir para o Éden. 

As circunstâncias o levaram a ajudar a menina, que se parece tanto com ele. Logan nunca foi um herói clássico. E nesse filme fica ainda mais evidente que mesmo os "heróis" são pessoas, de alguma maneira. Cansam, lutam, amam, sofrem. Neste filme as cenas de violência são mais explícitas que nos outros filmes da Marvel, mostrando a fera que Wolverine sempre foi. 

Além disso, vemos um homem que já sofreu tanto por perdem quem amava, que tem medo de se entregar ao sentimento novamente. Com seu jeito durão vamos percebendo que naturalmente ele vai se entregando. 

Uma parte bem bacana é que o filme é cheio de claras referências. Temos muitas cenas fazendo uso das HQ's, bonecos, referências aos filmes anteriores, o que mostra uma certa atualidade e ao mesmo tempo um retorno ao passado. 

Hugh Jackman nos encanta em sua despedida no papel deste heroi. Sem dúvidas, um filme de tirar o fôlego. 

Trailer

Curiosidades

Último vez que Hugh Jackman interpreta Wolverine. Ele mencionou sua idade e questões de saúde - o ator foi diagnosticado com câncer de pele - como fatores importantes para que ele se aposentasse do icônico papel

O título do filme é uma referência à minissérie de quadrinhos “Velho Logan”, de Mark Millar. A escolha faz uma oposição ao título Wolverine: Imortal (2013).

Segundo o diretor James Mangold, Logan, neste filme, apresenta-se de uma forma mais humana. Além da ajuda da computação gráfica e de algumas telas verdes, a trilha sonora foi um fator importante para alcançar este ar menos imortal. A música Hurt, por exemplo, que é tocada no trailer, foi escolhida com a intenção de ressaltar este outro lado do personagem. Ela é interpretada por Johnny Cash, que, aliás, tem um filme dirigido por James Mangold e inspirado em sua história: Johnny & June (2006).


 LOGAN - ficha técnica

Data de lançamento: 2 de março de 2017 (Brasil)
Gênero: Ação, Ficção Cientifica e Aventura
Nacionalidade: EUA

Direção: James Mangold
Música: Marco Beltrami
Roteiro: Michael Green e David James Kelly
Elenco: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Dafne Keen e mais.


Quem aqui já viu ou ficou interessado?

You Might Also Like

2 comentários

Postagens mais visitadas

Total de visualizações de página