Lê & filmes: O espaço entre nós

quarta-feira, 2 de agosto de 2017


Oiie cinéfilos queridos, como vão?

Domingo foi dia de filmes e eu consegui assistir a dois: Star Wars (que é assunto para um outro post e O espaço entre nós). E é do ultimo que vamos falar agora. 

A Terra está perdendo seus recursos devido o mau uso feito pelos seres humanos. O East Texas foi uma empresa criada com o intuito de povoar Marte. E o filme começa com um grupo de astronautas ao comando de Sarah Elliot embarcando rumo a este planeta. Porém, durante a viagem, descobre-se que Sarah está gravida. #aicaramba

E ai vem a primeira grande questão do filme: em uma situação dessas, cabe a quem decidir o que fazer? As astronautas que foram povoar Marte não poderiam ir grávidas justamente pelo risco incerto de se ter um bebê no espaço sideral. 

Eles acabam decidindo seguir a gravidez e manter o bebê vivo. No dia do parto, Sarah não resiste, deixando Gardner órfão. Avançamos no tempo até encontramos agora um jovem de 16 anos, cansado de viver em uma bolha, isolado. 

E aí vem a segunda grande questão do filme: um ser humano pode condenar um pessoa inocente a viver sem contato com outros? 

Gardner Elliot só tem uma amiga (que por acaso mora na Terra) e ele se comunica com ela todos os dias. Então quando ele é levado à Terra, logo vai atrás dela. 

O espaço entre nós é um romance/drama que vai te desconcertar. Com uma filmografia muito linda (eu particularmente adoro filmes espaciais), vamos entender muito bem a alegria de Gardner por pisar na Terra. Marte não tem árvores, água. Cor. Marte não tem cor. 


Asa Butterfield está incrível no filme, agindo verdadeiramente como um extraterreste, tanto nas passadas quanto no jeito de encarar o que hoje consideramos normal.  Britt Robertson como Tulsa conseguiu mostrar aquela jovem que já levou tantas pisadas do mundo e É criou uma barreira em si. #meidentifiqueivariavezes

É um filme lindo que vai te emocionar ao falar sobre o peso do amor, da família e das relações pessoas em nossa vida. O ser humano, mesmo o criado em Marte, tem necessidade de se relacionar #jamaisesquecamos

 A playlist está bem legal também! Só uma coisinha que me incomodou: como podemos sentir tanta falta de alguém e se importar tão pouco com o que (ou quem) ela deixou no mundo? Sem mais detalhes para evitar spoiler.

É um filme que vai te emocionar, além de te fazer refletir. Ele está disponivel na Netflix

Ultima pergunta, o que você mais gosta na Terra? 

Beijos!


Leatrice
Prazer, Lê! Tenho 20 anos, sou paraense mas moro em Niterói. Apaixonada pelo mundo literário em suas diversas facetas e agora uma apaixonada por fotografia.
2 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

2 comentários:

  1. Fiquei louca para ver o "espaço entre nis" sinme falta tempo kkkkbjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahha Sei como é!! Espero que consiga ver!

      Beijos

      Excluir

 
© Lê e Ler!, VERSION: 01 - BOOKS - outubro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda,
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo